Palma de Maiorca: Águas quentes e ritmos frenéticos

Francisco Brigham
Seguir

Descobrir as ilhas e vulcões do Mediterrâneo leva-nos a conhecer sítios únicos, fascinantes, e a conviver com as gentes locais.

As ilhas Baleares, com as suas águas quentes de um azul forte, convidam desde logo a prolongados banhos.

As praias convidam a relaxar e a aproveitar a temperatura
As praias convidam a relaxar e a aproveitar a temperatura

A ilha de Palma de Maiorca, pela sua vastidão, permite escolher a tranquilidade de recantos mais isolados ou a animação de locais muito frequentados. As opções de entretenimento são muitas e é importante fazer uma visita panorâmica à ilha. Há diversas excursões disponíveis ou, em alternativa, pode-se optar por o fazer mais autonomamente, alugando um carro, o que é relativamente barato. Num dia pode dar-se a volta à ilha e descobrir os seus encantos, alguns dos quais menos conhecidos e apetecíveis para explorar.

No centro da cidade (mais no interior) multiplicam-se os monumentos a figuras históricas
No centro da cidade (mais no interior) multiplicam-se os monumentos a figuras históricas

Mas se as praias de águas quentes apelam a belos banhos, a cidade de Palma convida a visitar o castelo de Bellver, no topo da colina, a cerca de 112m do nível do mar, de onde se avista o passeio marítimo, o porto e a baixa de Palma. Bellver significa “Bela Vista” e de facto o nome é bem adequado.

Nas principais ruas há muitos pontos de interesse como o Passeo Bom, o Gran Hotel, o Teatro Principal e a Rambla com o seu Típico Mercado de Flores.

La Cartuja, a Catedral Gótica que se destaca ao longe quando chegamos ao porto da ilha
La Cartuja, a Catedral Gótica que se destaca ao longe quando chegamos ao porto da ilha

Encontramos em Palma a segunda maior Catedral Gótica de Espanha. Com os seus 750 anos de história é um monumento marcante.

Em La Cartuja fica um mosteiro antigo onde, se libertarmos a imaginação, podemos sentir a harmonia das obras de Chopin, pois o músico encontrou ali o sítio ideal para, durante um Inverno, tocar e compor algumas das suas obras.

Uma outra forma de conhecer a ilha é atravessá-la num antigo e típico comboio eléctrico que liga Palma a Soller.

Soller é também conhecida por atrair, durante o Verão, escritores e artistas que aí desfrutam da tranquilidade e da forma de viver das gentes deste vale verdejante. A viagem é muito apelativa pois atravessa campos de laranjeiras, amendoeiras, alfarrobeiras, oliveiras e montanhas cobertas de pinheiros.

 

Francisco Brigham

Francisco trabalha como Designer Gráfico numa revista de viagens (Travel & Safaris). Viajar é a sua paixão! Por isso considera-se um viajante em busca de imagens, sabores e outras curiosidades por todo o Mundo. Escreve também aqui: "Francisco's Journey"

franciscomelo has 60 posts and counting.See all posts by franciscomelo