Personalidades de Vasco Gargalo vão ao SoHo

Sofia T

Profissionalmente tem feito imensas coisas, no entanto, aqui só se encontrará a parte civilizada.
Lê livros, conta histórias, estuda um pouco de tudo, o que lhe dá a capacidade de ver o mundo numa perspectiva alargada e de aprender depressa. Nunca pára de aprender. Vive numa insaciável busca por conhecimento e pela melhoria das suas aptidões.

Gosta de fazer bem, privilegia sempre a competência e segura-a no seu horizonte.

Se lhe perguntarem o que gosta mesmo de fazer, dirá que gosta de ler, escrever e de contar histórias. Por isso, escreve coisas em várias vozes. Eleva cada voz a um desafio que leva até ao fim e lhe serve de combustível.

Escreve em plataformas Blogger, WordPress, papel ou na areia da praia. Conta histórias em vídeo, áudio, ou texto. E edita-as todas, porque, acredita, é na edição que está a arte.

A quem interessar, nos espaços temporais que deixa em aberto, carregou fardos de palha, sacas de ração e carrinhos-de-mão cheios de estrume. Também trabalhou muitos cavalos e deu aulas de equitação, entre tantas outras coisas.
Sofia T

Latest posts by Sofia T (see all)

No sábado passado foi inaugurada, no SoHo, a exposição de caricaturas de Personalidades Portuguesas do Século XX do cartoonista e ilustrador (e colaborador do Gaibéu) Vasco Gargalo.

002_Personalidades_Portuguesas_do_Séc_XX_no_Soho_20151212_HB_vr
Raphael Bordallo Pinheiro

As obras expostas são o produto de um trabalho do artista para o jornal Público e inicialmente estava previsto ilustrarem as lombadas dos livros editados pelo jornal sobre cada uma das 16 personalidades do século passado, o que justifica as figuras finas e na vertical, mas posteriormente foram publicadas no próprio jornal. O trabalho data de 2008 e tem acompanhado Vasco Gargalo até ao presente, tendo já sido exposto na Lx Factory e na Fábrica de Braço de Prata, em Lisboa, e no Espaço Porto Cruz em Vila Nova de Gaia. Em 2009, ganhou o Prémio Stuart de desenho de imprensa El Corte Inglés/Casa da Imprensa, na categoria de Cartoon/Caricatura.

Caricaturas de Personalidades do Séc. XX
Caricaturas de Personalidades do Séc. XX

Às 16 personalidades do trabalho original, entre as quais constam as caricaturas de Fernando Pessoa, Amélia Rey Colaço, Agostinho da Silva, Amadeu de Souza Cardoso, Ary dos Santos ou Salazar, o autor acrescentou mais seis personalidades como Eusébio, Amália ou Manoel de Oliveira.

Vasco Gargalo desenvolveu já um extenso trabalho enquanto ilustrador e cartoonista, tendo sido reconhecido, em 2014, com o Prémio Especial da Humorgrafe, na IV Bienal de Humor Luis d’ Oliveira Guimarães em Penela; venceu o Concurso Sardinhas das Festas de Lisboa, promovido pela EGAC, em 2011; foi vencedor do prémio juventude de Ilustração, XIX Salão Nacional Humor de Imprensa em Oeiras, em 2005 e recebeu uma menção Honrosa no IX Salão Luso Galaico de Caricatura em Vila Real, em 2005.

Mais recentemente, viu o seu cartoon “Massacre em França” (publicado também AQUI no Gaibéu) ser capa do Jornal i e o Courrier International fazer do cartoon “Terrorismo na Europa” a capa da sua edição nº 1308 de 25 de Novembro a 2 de Dezembro de 2015.

Para fazer a viagem no tempo e visitar as figuras célebres do século passado, apreciando a obra do artista vila-franquense Vasco Gargalo, basta dirigir-se ao SoHo – Café and Lounge até dia 9 de Janeiro de 2016.

Vasco Gargalo
Vasco Gargalo

*Fotografias de Helder Bento

Comentários

Comentários

Sofia T

Profissionalmente tem feito imensas coisas, no entanto, aqui só se encontrará a parte civilizada. Lê livros, conta histórias, estuda um pouco de tudo, o que lhe dá a capacidade de ver o mundo numa perspectiva alargada e de aprender depressa. Nunca pára de aprender. Vive numa insaciável busca por conhecimento e pela melhoria das suas aptidões. Gosta de fazer bem, privilegia sempre a competência e segura-a no seu horizonte. Se lhe perguntarem o que gosta mesmo de fazer, dirá que gosta de ler, escrever e de contar histórias. Por isso, escreve coisas em várias vozes. Eleva cada voz a um desafio que leva até ao fim e lhe serve de combustível. Escreve em plataformas Blogger, WordPress, papel ou na areia da praia. Conta histórias em vídeo, áudio, ou texto. E edita-as todas, porque, acredita, é na edição que está a arte. A quem interessar, nos espaços temporais que deixa em aberto, carregou fardos de palha, sacas de ração e carrinhos-de-mão cheios de estrume. Também trabalhou muitos cavalos e deu aulas de equitação, entre tantas outras coisas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

5 × 1 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.